Soberania Audiovisual

Soberania Audiovisual é um movimento que surge dos grupos de cine-comunitário da América Latina y Caribe como expressão popular de reivindicação da memória coletiva e do protagonismo cultural das comunidades e seus habitantes. Nasce em La Paz – Bolívia em 2013, quando da realização de um encontro de cine comunitário, em uma proposta coletiva de distribuição e articulação do audiovisual no continente, que confrontasse o cinema extrativista e comercial que se apropria das imagens comunitárias, e as faz circular pelos circuitos internacionais de festivais e televisão.

É uma celebração que combina diferentes idiomas, plataformas e materiais que giram em torno da linguagem audiovisual e cinematográfica. Convoca trabalhos de todas as origens, enfatizando as realizações urbanas, rurais e baseadas na comunidade dos povos originais do continente americano, que estão em busca de uma imagem própria e apresentam diferentes pontos de vista que não frequentam espaços na rede de distribuição comercial.

Veja mais informações sobre a história da Soberania Audiovisual no continente clicando aqui.


Mostra SXSA 2015 na Maré – Rio de Janeiro

A SEMANA PELA SOBERANIA AUDIOVISUAL (SXSA) é a expressão máxima do audiovisual comunitário. Quando coletivos e comunidades celebram uma semana de mostras, oficinas, debates e atividades culturais, em que o cinema transforma o espaço público em CIRCO ELETRÔNICO.

No Rio de Janeiro, a primeira vez que realizamos uma SXSA foi em 2015, quando outros 8 países do continente também estavam celebrando a festa do cine comunitário. E de maneira integrada todas esses coletivos articularam mostras e oficinas de vídeo simultaneamente. Veja as memórias no Rio de Janeiro aqui.

Mostra da SXSA 2015 na Maré – Rio de Janeiro

SXSA 2017

Agora em 2017, queremos novamente reacender a chama da SXSA no Rio de Janeiro, convidando grupos, comunidades e coletivos que fazem do audiovisual um instrumento de luta popular, para compartilhar, aprender e desfrutar da verdadeira festa do cine comunitário latino americano.

Como Participar Como Realizador? Inscrevendo curtas, médias e longas metragens feitos por coletivos, realizadores e grupos independentes que usam o audiovisual como uma ferramenta de denúncia social, luta por justiça, resgate e manutenção de memória coletiva. Ou também oferecendo alguma oficina específica de realização audiovisual com foco nas lutas populares.

Como Participar Como Exibidor? Inscrevendo seus cineclubes e centros culturais comunitários que através da comunicação e do vídeo, ocupam espaços públicos e sociais para debater as relações sociais em seus territórios.

Pontos de Exibição:  à confirmar

Categorias – As categorias propostas tentam agregar a diversidade de lutas políticas da América Latina e Caribe e gerar um espaço de visibilidade e debate para estas realidades, funcionando como um panorama do contexto sócio-político do continente e relacionando as narrativas e dinâmicas auto-retratadas:

(Visited 1067 times, 1 visits today)